Mostra em SP narra a carreira de Harry Seidler

Postado em 02/04/2014

Harry Seidler, ilustre arquiteto considerado pioneiro da Bauhaus na Austrália, tem seus 90 anos celebrados com a mostra Arquitetura, arte e design colaborativo, em cartaz no Museu da Casa Brasileira, em São Paulo. Para fazer uma retrospectiva da carreira de Seidler, o curador Vladimir Belogolovsky e o co-curador Wilson Barbosa Neto, reuniram maquetes, desenhos, esboços, fotografias, filmes e documentos pessoais do arquiteto, dividindo a exposição entre três tipos de projetos realizados por ele.

O primeiro módulo mostra as casas projetadas em Sydney, como a Casa Rose Seidler, seu primeiro projeto, construído em 1950 por seus pais. O segundo é um apanhado das torres de Sydney que, com os traços do arquiteto, ajudaram a definir o que hoje vem a ser a Sydney contemporânea. E a terceira seção da mostra é dedicada para os projetos encontrados em outras cidades da Austrália e em outras partes do mundo. Nessa última parte da exibição, é explorada a relação que Harry Seidler tinha com Oscar Niemeyer, mostrando a influência da obra do brasileiro em seu trabalho.

O Museu da Casa Brasileira é o primeiro destino de Arquitetura, arte e design colaborativo na América do Sul, tendo já passado pela Estônia, Bulgária, Canadá e Estados Unidos. Após o término da temporada em São Paulo, no dia 6 de abril, a exposição segue no Brasil, indo para o Rio de Janeiro e Vitória.